Após Bolsonaro empregar mulher de Barros com 27 mil, parte do centrão deve deixar governo

Dois dias após se reunir com o deputado Luis Miranda (Democratas) e admitir que sabia que seu líder na Câmara, Ricardo Barros (Progressistas), liderava um esquema de corrupção na compra superfaturada da Covaxin. Em cima disso Miranda diz que “vários do Centrão falaram que estão preparados para abandonar o barco” Com Brasil 247 Foi dois …

%d blogueiros gostam disto: