Em resposta à CPI, Abin endossa Bolsonaro sobre tese da China encampar “guerra química”, mas não apresenta provas

No documento enviado à CPI do Genocídio, agência cita reportagens que trabalham a hipótese do coronavírus ter surgido a partir de acidente de laboratório, mas nenhuma delas fala sobre "guerra química"; confira Por Ivan Longo A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) enviou à CPI do Genocídio no Senado, nesta terça-feira (1), uma resposta ao questionamento …

%d blogueiros gostam disto: