O osso descarnado do capitalismo

"Não há capitalismo compartilhado em lugar algum, muito menos na Bolsa. O osso erguido pelo MTST e pelo Povo Sem Medo em meio aos telões com números gasosos é o símbolo também das sobras do capitalismo", escreve o jornalista Moisés Mendes Por Moisés Mendes Aquele osso erguido por um dos ocupantes da Bolsa de Valores …

Adeus à classe média e ao “charme capitalista”

Declínio do capitalismo no Brasil cedeu à valorização da riqueza velha sobrante na ruína da sociedade industrial Por Marcio Pochmann Assim como os Estados Unidos registraram, ao final do século 19, intensa e acelerada mobilidade no interior de sua estrutura social, o Brasil experimentou, entre as décadas de 1930 e 1980, o intenso e inebriante …

%d blogueiros gostam disto: