Lula abre agenda internacional do governo com encontros na Argentina e no Uruguai

Segundo o Itamaraty, encontro em Buenos retoma relação bilateral após “período de distanciamento”. Brasil também voltou à Celac

RBA – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia neste domingo (22) a primeira viagem internacional de seu governo. Às 18h, ele embarca para a Argentina, onde tem uma série de atividades programadas durante dois dias. Em seguida, o próximo destino será o Uruguai, deixando clara que sua política externa dará prioridades aos países da região. Lula já tem viagens previstas para os Estados Unidos, no mês que vem, e à China.

Amanhã (23), o presidente brasileiro terá audiência com seu anfitrião, Alberto Fernández, que esteve na posse em Brasília. Segundo o Itamaraty, o encontro “constituirá oportunidade de relançar a relação bilateral no mais alto nível, após período de distanciamento entre governos e redução da dinâmica de integração estratégica”. Além disso, diz ainda o ministério, vai realçar o “papel positivo” da relação entre os dois países para o Mercosul e a integração latino-americana. É esperada uma declaração conjunta por volta de meio-dia.

Peso político e econômico

Na terça, ainda em Buenos Aires, Lula participa da VII Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac). Atualmente, a presidência é exercida pela Argentina. Alguns ministros estarão acompanhando o presidente. Os nomes ainda estão sendo confirmados, mas entre eles estão Fernando Haddad (Fazenda) e Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social). Também está previsto encontro com empresários dos dois países.

“Somados, Brasil e Argentina representam cerca de dois terços do território, da população e do PIB da América do Sul. O Brasil é o principal sócio comercial da Argentina. A Argentina é o terceiro principal destino das exportações e a terceira principal origem das importações brasileiras”, informa ainda o Itamaraty.

Retorno à Celac

A viagem marca também o retorno do Brasil à Celac, após três anos de afastamento. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a decisão ratifica “a importância central que o novo governo brasileiro confere às relações com a região e à integração latino-americana e caribenha, compromisso que está inscrito na Constituição Federal como política de Estado”. Formado em 2008, no segundo governo Lula, a Celac é formada pelos 33 países da América Latina e Caribe.

O destino seguinte, na quarta-feira (25), será Montevidéu, atendendo a convite do presidente Luis Lacalle. O encontro “ressalta a centralidade atribuída pelo Brasil ao relacionamento com o Uruguai, em vínculos que se refletem em uma densa agenda de cooperação que compreende os campos político, econômico, de integração e infraestrutura fronteiriça, entre outros”. O Brasil é o principal importador de produtos para o país vizinho e o segundo destino das exportações uruguaias.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: