Bolsonaro cria site de ‘fake news’ contra Lula, que pede retirada da página ao TSE

A ofensiva do “gabinete do ódio” bolsonarista com ataques a Lula foi paga ao Google, que registra gasto da campanha de Bolsonaro para promover publicação. O site foi criado em 30 de agosto e o domínio está registrado no CNPJ da campanha de reeleição de Bolsonaro

RBA – A campanha de Jair Bolsonaro (PL) “criou e impulsionou” um site com conteúdos negativos, mentirosos, com desinformação, informações descontextualizadas ou fake news contra o ex-presidente e candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A nova ofensiva do “gabinete do ódio” bolsonarista, desta vez sem disfarces, foi revelada pela Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, a página foi criada em 30 de agosto e o domínio “está registrado no CNPJ da campanha de reeleição de Bolsonaro”. Porém, a página não consta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como pertencente à equipe bolsonarista.

A Coligação Brasil da Esperança agiu rápido e já entrou com representação no TSE pedindo a retirada do ar do site LulaFlix, que “traz comprovadas fake news” e “é impulsionado pela campanha do presidente Jair Bolsonaro”, argumentam os advogados da campanha. Além da retirada do ar, a coligação pede “o fim do impulsionamento da página e a aplicação de multa máxima”. O principal argumento é o de que a legislação eleitoral proíbe expressamente “a prática de impulsionamento de propaganda negativa contra outras candidaturas”.

Entre as fake news impulsionadas pelo site, está a que associa o ex-presidente Lula ao PCC, já amplamente desmentida pelo próprio TSE, que no início de setembro já aplicou multa a Bolsonaro e determinou a exclusão de conteúdos falsos ligando Lula à facção criminosa.

Pago ao Google

gravidade da nova “criação” da fábrica de mentiras bolsonarista reside no fato de que está claro que o site foi criado pela campanha de Bolsonaro, que pagou por isso ao Google, o qual registra um gasto pago pela campanha de Bolsonaro entre R$ 10 mil e 15 mil para promover uma publicação.

Google registra gasto pago por Bolsonaro

O conteúdo foi exibido entre 30 e 35 mil vezes em buscas do Google, diz a reportagem da Folha. Ao escrever “Lula” no buscador, Lulaflix aparece como primeira opção, com a mensagem “Pago por ELEICAO2022 JAIR MESSIAS BOLSONARO PRESIDENTE”.

Entre as notícias falseadas, está a condenação de Lula no caso Tríplex, que o site informa mas omite que a condenação foi anulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), porque o juiz Sergio Moro foi declarado suspeito.

“A bem da verdade, todas as publicações do site, sem exceção, realizam propaganda negativa contra o candidato Luiz Inácio Lula da Silva. O conteúdo de cada uma das postagens na página impulsionada pelos adversários diretos do candidato da Coligação Brasil da Esperança é movido pelo estratagema de distorcer eventos ou descontextualizar informações para sustentar críticas infundadas ao ex-presidente Lula”, afirmam os advogados.

A Coligação Brasil da Esperança é formada pelos partidos PT, PV, PCdob, Psol, Rede, PSB, Solidariedade, Avante, Agir e Pros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: