No início do 2º mês de conflito, Biden se reúne com Ucrânia, e Rússia diz que foco é em Donbass

Governo russo afirma que agora seu objetivo é “libertar” as regiões separatistas de Lugansk e Donetsk.

BdF – O conflito entre Rússia e Ucrânia entra no 31º dia, neste sábado (26), com o primeiro encontro presencial entre o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e representantes ucranianos. Na quinta-feira (24), o Brasil de Fato publicou um balanço do primeiro mês da ofensiva russa, com as motivações e o contexto.

O início do segundo mês do conflito marca o que os russos consideram o fim da “primeira fase” da guerra. A partir de agora, segundo a Rússia, o foco das tropas será nas regiões separatistas de Donbass, apesar do cerco a Kiev e da continuidade dos relatos de bombardeios em Mariupol.

Os dois países seguem discordando sobre os resultados da ofensiva russa. Em pronunciamento, o presidente ucraniano, Volodymir Zelensky, falou que mais de 16.000 russos foram mortos, incluindo comandantes. A Rússia diz que 1.351 soldados morreram em combate.

Biden: primeira reunião com Ucrânia

Na manhã deste sábado, Joe Biden esteve reunido com dois ministros do governo ucraniano, dos Negócios Estrangeiros e da Defesa, durante a visita a Varsóvia, na Polônia.

O território polonês é o principal destino dos refugiados que saem da Ucrânia. Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que o país recebeu 2,2 milhões das 3,7 milhões pessoas que deixaram a Ucrânia desde o início do conflito.

A reunião foi o primeiro encontro de Joe Biden com representantes do governo ucraniano desde o início da guerra. Também estiveram presentes o secretário norte-americano da Defesa, Llyod Austin, e o secretário de Estado, Antony Blinken.

“Os quatro ministros discutiram os resultados da cúpula extraordinária da Otan de 24 de março, em Bruxelas, e o compromisso inabalável dos Estados Unidos para com a soberania e a integridade territorial da Ucrânia”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

Rússia: foco em regiões separatistas

O Ministério da Defesa russo afirmou que a primeira fase de sua “operação militar especial” na Ucrânia está praticamente concluída, em comunicado na sexta-feira (25).

O chefe da Direção Operacional Principal do Estado-Maior das Forças Armadas, Sergey Rudskoy, disse que o foco do Kremlin na nova etapa é “libertar” completamente as regiões separatistas Lugansk e Donetsk, em Donbass.

O reconhecimento da autonomia das autoproclamadas repúblicas, ambas de maioria étnica russa, é uma das exigências de Moscou para um cessar-fogo. “As Forças Armadas russas se concentrarão na completa liberação do Donbass”, diz uma nota do Ministério da Defesa da Rússia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: