Caso PowerPoint: STJ decide que Deltan Dallagnol terá de indenizar Lula em R$ 75 mil

O ex-presidente recorreu de uma decisão da Justiça paulista que lhe negou indenização por danos morais em razão de uma apresentação de “PowerPoint” em que Dallagnol o apontou como comandante de um esquema criminoso que envolveu a Petrobras.

Com DCM

O ex-procurador Deltan Dallagnol vai ter que indenizar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A condenação é em relação ao episódio do PowerPoint, no qual apresentava o petista como líder de um esquema de corrupção, mas sem mostrar nenhuma prova. A decisão foi da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.

O Luís Felipe Salomão foi o relator do caso defendeu a condenação do coordenador da Lava-Jato, sendo seguido por outros quatro juízes. Apenas um foi contrário a punição contra o aliado de Sergio Moro. Agora Deltan terá que desembolsar R$ 75 mil para indenizar o ex-presidente.

“É imprescindível que a divulgação de oferecimento de denúncia se faça de forma precisa, coerente e fundamentada”, disse o ministro Salomão. “A espetacularização do episódio não é compatível com a denúncia nem com a seriedade que se exige da apuração destes fatos”, acrescentou.

A defesa de Lula pediu R$ 1 milhão por danos morais. Segundo os advogados, Deltan abusou da sua autoridade para apresentar uma denúncia, relativa ao caso do tríplex do Guarujá. O episódio rendeu quase 600 dias de prisão ao petista, cujas as decisões foram anuladas pelo STF.

O famoso Powerpoint usado por Dallagnol para incriminar Lula

Lula tem mais uma vitória na Justiça

O ex-presidente comprovou sua inocência e tem ganhado diversos casos na Justiça. O petista afirmou inúmeras vezes que era perseguido por Sergio Moro, Dallagnol e outros profissionais da Lava-Jato, fato que tem sido mostrado nos últimos meses.

Com os direitos políticos recuperados, Lula disputará a presidência da República. Atualmente, ele é líder da maioria das pesquisas e com chance de vencer no primeiro turno.

A defesa de Lula ressaltou que a decisão do STJ é “um incentivo para que todo e qualquer cidadão combata o abuso de poder” e uma “vitória do Estado de Direito”

Com informações do DCM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: