Pedido de arquivamento do caso triplex mostra conluio para tirar Lula das eleições de 2018, aponta defesa

Segundo os advogados Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, a decisão do MPF confirma o que a defesa sempre sustentou sobre a perseguição ao ex-presidente. O Advogado de Lula, diz não se surpreender com falas de Moro e Dallagnol sobre caso triplex: “descaramento”

Com Brasil 247

Os advogados do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, se manifestaram sobre o pedido de arquivamento do caso do Triplex do Guarujá, feito pelo Ministério Público Federal (MPF), consolidando a farsa judicial montada pela Lava Jato para perseguir o ex-presidente. “Não me surpreendo com o descaramento de qualquer manifestação dos ex-integrantes da assim denominada ‘operação'”, disse Cristiano Zanin

“O pedido de arquivamento apresentado pelo MPF deve pôr fim a caso que foi construído artificialmente a partir do conluio do ex-juiz Sérgio Moro e do ex-procurador Deltan Dallagnol para prender o ex-presidente Lula, retirá-lo das eleições de 2018 e para atacar indevidamente sua reputação, tal como sempre sustentamos”, afirmaram Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins. Fato esse que foi decisivo pra a eleição de Bolsonaro e sua indicação para ser ministro da Justiça.

Na petição enviada à Justiça, o MPF cita o Supremo Tribunal Federal (STF) que anulou as condenações de Lula e considerou o ex-juiz Sérgio Moro suspeito. “Desse modo, inexiste pressuposto processual para o oferecimento ou ratificação da denúncia quanto aos fatos imputados a (…) Luiz Inácio Lula da Silva”, diz o MPF na peça jurídica divulgada em massa nesta terça-feira 07.

Sem provas, a Lava Jato acusou Lula de ter recebido o triplex do Guarujá como uma suposta retribuição por serviços prestados pela OAS à União. Os advogados do ex-presidente provaram que ele nunca recebeu e, tampouco, foi dono do imóvel, que pertencia à OAS e foi, inclusive, dado em garantia de um empréstimo feito à Caixa Econômica Federal (CEF). Apesar das evidências, Lula foi preso injustamente e teve danos irreparáveis como a morte da esposa, neto, um irmão e teve a vida dos filhos devastadas por Moro e sua turma.

Pelo Twitter, Zanin classificou as críticas como “descaramento”. “Após ter analisado o arquivo oficial da “Spoofing” e ter obtido, como advogado do caso, a declaração da suspeição do ex-juiz da lava jato, não me surpreendo com o descaramento de qualquer manifestação dos ex-integrantes da assim denominada ‘operação'”, afirmou. Vale recordar e devida operação tinha como objetivo atingir Lula na cabeça.

Capa Rede Brasil Atual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: